8 Dicas para interpretar BEM um texto

images

1. Leia bastante.

Textos de diversas áreas, assuntos distintos nos trazem diferentes formas de pensar.

2. Pratique com exercícios de interpretação.

Questões simples, mas que nos ajuda a ter certeza que estamos prestando atenção na leitura.

3. Cuidado com o “olho ninja”

aquele que quando damos conta, já está no final da página, e nem lembramos o que lemos no meio dela. Talvez seja hora de descansar um pouco, ou voltar a leitura num
ponto que estávamos prestando atenção, e reler.

4. Ative seu conhecimento prévio antes de iniciar o texto.

Qualquer informação, mínima que seja, nos ajuda a compreender melhor o assunto do texto.

5. Faça uma primeira leitura superficial

para identificar a ideia central do texto, e assim, levantar hipóteses e saber sobre o que se fala.

6. Leia as questões antes de fazer uma segunda leitura mais detalhada.

Assim, você economiza tempo se no meio da leitura identificar uma possível resposta.

7. Preste atenção nas informações não-verbais.

Tudo que vem junto com o texto, é para ser usado ao seu favor. Por isso, imagens, gráficos, tabelas, etc., servem para facilitar nossa leitura.

8. Use o texto.

Rabisque, anote, grife, circule… enfim, procure a melhor forma para você, pois
cada um tem seu jeito de resumir e pontuar melhor os assuntos de um texto.
Além dessas dicas importantes, você também pode grifar palavras novas, e procurar seu significado para aumentar seu vocabulário, fazer atividades como caça-palavras, ou cruzadinhas são uma distração, mas também um aprendizado.
Não se esqueça, além da prática da leitura aprimorar a compreensão do texto e ajudar a aprovação, ela também estimula nossa imaginação, distrai, relaxa, informa, educa, atualiza, melhora nosso foco, cria perspectivas, nos torna reflexivos, pensantes, além de melhorar nossa habilidade de fala, de escrita e de memória. Então, foco na leitura, que tudo fica mais fácil!

Anúncios

Diário de viagem: Roteiro e dicas de Buenos Aires – parte I

large

Na última semana, compartilhei nas minhas redes sociais uma viagem especial que fiz à Argentina.( Caso não tenha visto, venha conferir as fotos inéditas que compartilhei no meu instagram@fiamasouzah)

Esse ano, 2017, foi um ano de muitas conquistas e dedicação (OAB, monografia, faculdade … ) e resolvi que era hora de tirar férias e conhecer algum lugar novo. É muito legal ver um projeto que você se dedicou por tanto tempo dar certo, sabe? Mas eu estava mentalmente exausta e nada me deixa mais empolgada e revigorada do que planejar uma viagem.

Depois de conhecer e me apaixonar, com certeza é um dos destinos que eu recomendaria para todo mundo. Recomendo tanto para quem deseja uma viagem romântica ou para quem deseja viajar sozinha (sim, eu faria o roteiro tranquilamente sozinha, a cidade é muito  pacífica e você sempre pode fazer amizade nos passeios). Eu fui com mais…

Ver o post original 815 mais palavras

Série: The Good Wife

Hello, advogaTas!!

THE GOOD WIFE

Se você está com vontade de começar uma série com personagens femininas fortes e com grande destaque para área jurídica eu PRECISO te indicar THE GOOD WIFE.

Vocês sabem que eu compartilho aqui no blog apenas as séries que eu acompanho, né? Acho legal assim, pois posso falar para vocês o que estou achando e se estou gostando. E procurando por “Séries” você pode conferir todas as séries já faladas aqui no blog. E tem muita, viu? haha

Em The Good Wife a atriz  Julianna Margulies está como Alicia Florrick, a protagonista, uma advogada e esposa de um ex-político que está preso após um grande escândalo envolvendo corrupção e sexo. Para manter sua família, ela volta a advogar.

Durante a trama,  trabalha-se os problemas enfrentados pela mulher que no trabalho, no amor, e mesmo nas amizades, recebe rasteiras impiedosas da vida quando menos se esperava.

Recomeçar de novo, do zero, tornou-se o mote de sua vida da protagonista. Situações que pareciam reforçar um determinismo que a levava sempre de volta àquele homem tão poderoso quanto inadequado para sobreviver, o inescrupuloso homem público e poderoso.

O que mais me chamou a atenção na série é o fato de que a sra. Florrick aceita sua sina, mas não como vítima das circunstâncias. Antes, ela vai aos poucos se transformando numa mulher forte, segura, que sabe transformar o que todos apontam como suas fraquezas em plataforma para suas ambições.

Em relação ao homens, a série retrata sujeitos complexos e controversos, com quem a identificação e empatia do público não se dá de forma simples, e cujas ações muitas vezes flertam com o indefensável.

Além disso, a série não trata a protagonista como uma mulher perfeita: Santa Alícia é falha, humana. Toma decisões controversas, erra. Assumir isso para o mundo é muito difícil e ao mesmo tempo necessário, tendo em vista que a sociedade espera que a mulher seja mãe perfeita, tenha um corpo perfeito, vista-se perfeitamente, trabalhe de forma perfeita, seja uma dona de casa perfeita e tudo mais…

Trailer:

Essa é uma introdução bem básica, não revela praticamente nada sobre a série em si e, mesmo assim, já dá muita vontade de assistir, né?? Então, é por isso que eu recomendo que vocês comecem a assistir já! É muito legal, sério.

BEIJOS, BEIJOS ❤

 

Meu primeiro discurso

O que é o Rotaract? É uma família disposta a oferecer amor.

Por que  nós somos Rotaract? Porque nós acreditamos que é por meio do amor que nós vamos transformar o mundo.

Hoje, eu não quero pedir para vocês apenas um voto, eu quero convidá-los a embarcarem comigo nos motivos pelos quais nós – JUNTOS – poderemos transformar e inovar nessa nova gestão que se aproxima pelo simples fato de estarmos dispostos a oferecer amor para as pessoas.

Eu acredito demais o poder do Rotaract, no poder de cada um de vocês, no meu poder também. Eu tenho certeza que juntos nós podemos desenvolver projetos que irão melhorar a nossa comunidade.

Eu moro em Mariana há 25 anos, durante toda a minha vida estive aqui, meus amigos, meus parentes e minhas melhores recordações estão nessa cidade e é por esse motivo que nutro um carinho especial por cada cantinho daqui. Nada mais justo que retribuir por meio dos projetos comunitários tudo que essa cidade me ofertou. Eu quero transformar a minha comunidade e eu quero contar com vocês para que isso ocorra.

Eu quero desenvolver projetos com foco na educação. A educação é capaz de mudar a vida das pessoas, de levá-las a lugares inimagináveis, de transformar a realidade na qual elas estão inseridas. Por isso o Rotaract deve investir na educação da comunidade. Durante a execução dos projetos vamos nos capacitar e capacitar a comunidade local. Vamos doar nosso tempo e nosso talento, porque doar educa. E a educação da comunidade tornará os nossos projetos sustentáveis para serem executados pelos próprios moradores da cidade.

Quero dar toda a minha força de vontade, dedicação, empenho e organização para essa nova gestão e tenho certeza que se juntarmos isso ao apoio e a ajuda de cada um de vocês o Rotaract poderá ser um divisor de águas na vida de muitas pessoas!

Nesses 12 meses em que participei do Rotaract vivenciei cada projeto do club, desde às reuniões, as visitas ao lar de idosos, figueira, CIF, palestras, Noite de Caldo, Novembro azul e tantas outras oportunidades de companheirismo que tivemos. Percebi que na maioria das vezes o que precisamos é muito mais do experiência na família rotária, mas sim a capacidade de estar presente e se fazer presente. Pude conhecer cada um de vocês e afirmo com total convicção que todos são dignos da minha admiração e gratidão,  reforço que sem vocês não poderia ter participado de ideias, anseios, nem tão pouco, resultados.

Somos um Club formado por 14 membros sendo que 10 deles são mulheres. Mulheres fortes, capazes inteligentes e lindas por dentro e por fora. Quantas vezes pediram nossa opinião? Quantas vezes questionaram nossa posição? Quantas vezes esqueceram de nos avisar dos projetos? Quantas vezes você se sentiu deslocada? Sentiu que não era boa o suficiente? Vamos mudar isso! Uma apoiando a outra – hoje e sempre –sororidade! Vamos transformar nossa representatividade numérica em um lugar de fala que nós merecemos. Nós já merecemos esse lugar, agora precisamos apenas ocupar! A desigualdade de gênero é uma escolha. Podemos todos juntos mudar esta história.

O nosso objetivo em comum é estarmos a serviço da comunidade. Somos todos indivíduos únicos e diferentes. Porém essas nossas diferenças nos ajudam a construir um mundo melhor. Juntos somos melhor que sozinhos…. Como disse o autor do pequeno príncipe:

Se queremos um mundo de paz e de justiça temos que pôr, decididamente, a inteligência a serviço do amor”.

Convido todos a se juntarem a nós, para colocarmos nossa inteligência a serviço da humanidade

Obrigada a todos por terem me permitido usar a palavra e, quem sabe, surpreendê-los