Confie em você e realize seus sonhos!

Foto: buynothingnew.org

Há três anos atrás criei um blog (fiamavsa.wordpress.com). Vi algumas pessoas rindo do que eu fiz, que na época eu ainda não entendia, mas que hoje vejo que o que eu fiz foi ter coragem. Coragem para me abrir e me expor na internet a julgamentos e comentários maldosos. Coragem para fazer uma auto análise e me conhecer melhor. Coragem para superar alguns complexos e entender que eu não era a única a passar por algumas situações complicadas. Coragem para começar do zero, sem ter nem internet em casa, muito menos uma câmera fotográfica ou dinheiro para comprar um domínio.

Eu me lembro até hoje quando o blog fez um ano e eu não tinha nem 10.000 visualizações.

Mas eu não desisti de escrever.  Não mudei o estilo dos meus textos. Não parei de fazer o que eu amava e o que me fazia bem. Porque, no fundo, eu acreditava que podia ajudar as pessoas com a minha experiência. Eu queria compartilhar sentimentos, emoções e tornar o dia das pessoas um pouco mais leve. Eu sabia que, muito mais que fazer o bem para mim, o blog fazia bem para um monte de gente, ainda que não fosse um número significativo para os demais.

Hoje, eu tenho grande orgulho em dizer que apenas nesse mês de janeiro eu consegui mais de 11.000 visualizações. O blog tem, ao todo, mais de 100.000 acessos dos lugares mais variados do mundo!

Eu tenho orgulho do que eu conquistei e da forma como eu ajudo as pessoas! O que importa para mim, na verdade, não é o número que eu conquistei, mas sim quantos sorrisos eu consigo colocar no rosto do maior número de pessoas possível. Para mim, é isso que define o meu sucesso!

Eu quero dizer que você também pode se tornar uma pessoa com esperança e mostrar a todos que podemos ser quem queremos ser. O mundo é gigante e tem espaço para você alcançar o sucesso bem assim, do jeitinho que você é. Talvez o sucesso não chegue hoje. Talvez ele não chegue amanhã, mas se você continuar insistindo e persistindo ele vai chegar. O

 

 

Anúncios

Fui aprovada na OAB, e agora?

Foto: Midnight Burnout

Hello, advogaTas!

Como vocês estão? Estou muito feliz com o sucesso do blog, muito mesmo! Também estou muito feliz pelas pessoas que estão chegando ao meu instagram ( CLIQUE AQUI !!! ). Eu amo interagir com vocês e compartilhar um pouco da minha rotina!

Algumas pessoas me perguntaram o que devem fazer depois da aprovação no Exame de Ordem. Resolvi fazer este post para explicar melhor o que descobri apenas ano passado: Para ser advogado de fato é preciso enfrentar agora a burocracia da OAB e aguardar um tempinho, de acordo com as particularidades de cada seccional.

– Se eu ainda estou cursando direito, posso pegar minha OAB?

quem ainda está na faculdade NÃO pode tirar a carteira! Tem de antes concluir a graduação. Sem a colação de grau não se tira a carteira, e seccional nenhuma abre mão disto.

–  Já me formei, e agora?

Quem já se formou tem de seguir o procedimento de inscrição da sua respectiva seccional. Eu fiz a minha prova na cidade de Ouro Preto, mas a minha seccional é a de Mariana, então eu tive que entrar em contato com as duas seccionais

– Fui aprovada no resultado preliminar, devo esperar o resultado definitivo?

O resultado preliminar só é chamado assim porque ainda é possível aos reprovados recorrem. Quem está com o nome na lista não precisa esperar mais nada! Já podem dar entrada no pedido da carteira, exceto, claro, se ainda estiverem na faculdade.

– Quais são os documentos necessários?

1- Certidão da Justiça Comum do DF;

2 – Certidão da Justiça Federal TRF (selecionar o respectivo estado) – Imprimir. Os candidatos residentes e/ou domiciliados fora do Distrito Federal nos últimos 5 (cinco) anos, deverão trazer certidões criminais do respectivo Estado, bem como do Distrito Federal (Justiça Comum e Federal);

3 – RG e CPF;

Título de Eleitor e quitação com a justiça eleitoral (até 70 anos). A quitação eleitoral poderá ser retirada no site do TSE – Imprimir;

Certificado de Reservista ou de Dispensa de Incorporação (até 45 anos);

Comprovante de residência (atualizado);

03 (três) fotografias no formato 3×4, recente, em fundo branco, papel sem brilho, sem data, sem moldura, sem marcas, de frente, não podendo ser escaneada ou digitalizada. Para homens paletó e gravata, e para mulheres em trajes condizentes à profissão;

obs: QUANDO EXERCER QUALQUER ATIVIDADE PROFISSIONAL LIGADA A ÓRGÃOS PÚBLICOS, ENTIDADE DE CLASSE OU INSTITUIÇÃO FINANCEIRA – juntar certidão ou declaração do empregador, na qual conste o cargo, atribuições detalhadas e lotação, em face do disposto nos artigos 27 a 30 da Lei 8.906/94.

Lembrando sempre: cada seccional tem seus próprios procedimentos. Informem-se antes!

 

 

Seremos o que somos?, por Ricardo Breier, presidente da OAB-RS

Porto Alegre – O jornal Zero Hora publicou nesta quinta-feira (28) artigo do presidente da OAB do Rio Grande do Sul, Ricardo Breier. No texto “Seremos o que somos?”, o dirigente da Ordem traça cenários para 2018. “O ano de 2018 pode entrar para a história como uma grande virada nos rumos do Brasil. Não somente na economia ou em indicadores sociais. Mas em questões tão subjetivas quanto reais: a moral, a ética e a honra de uma das maiores nações deste planeta estarão em evidência”, diz. Leia abaixo o texto completo:

Seremos o que somos?

Por Ricardo Breier, presidente da OAB-RS

O ano de 2018 pode entrar para a história como uma grande virada nos rumos do Brasil. Não somente na economia ou em indicadores sociais. Mas em questões tão subjetivas quanto reais: a moral, a ética e a honra de uma das maiores nações deste planeta estarão em evidência.

As eleições do próximo ano – vamos eleger seis representantes para diferentes cargos! – devem significar uma guinada. Após tudo o que estamos vendo de corrupção, conchavos e uso do dinheiro público para manutenção de esquemas sujos, seremos o que somos? Não seremos diferentes?

O dramaturgo irlandês George Bernard Shaw cravou uma reflexão cirúrgica: “É impossível progredir sem mudança, e aqueles que não mudam suas mentes não podem mudar nada”. Como vamos transformar este país se não colocarmos novos representantes nas decisões políticas do Brasil e até do nosso Rio Grande do Sul? Insisto: temos alguns bons nomes na política e em outros setores, mas eles são sufocados por um sistema tomado por corruptos.

É impossível progredir sem mudança… Em 2018, teremos essa possibilidade. Renovar, atualizar, dar oportunidades, colocar nomes que tenham compromisso com as pessoas antes de conchavos pessoais ou joguetes políticos.

O Estado brasileiro não suporta mais ser utilizado como cabide para tantos empregos. São distribuições irresponsáveis de cargos em ministérios, secretarias, agências reguladoras. O custo da incompetência administrativa é igual ou maior que o da corrupção. As moedas de troca entre coligações políticas não podem prevalecer. Ao invés de técnicos capazes de administrar nossos governos, temos filiados políticos sem qualificação liderando posições estratégicas. É uma fórmula que atrasa e sufoca o país.

Agora, é preciso votar com consciência. Pesquise seus candidatos. Verifique a ficha limpa. Converse com amigos. Cada voto é relevante. O esforço é indivi- dual para progressos coletivos.

Vamos ser incansáveis na mobilização da população pelo voto consciente. A mudança é urgente e precisa ser profunda. Não se acomode. Não desista. Temos milhões dispostos a mudar essa realidade nefasta. Um voto pode ser decisivo. Seremos o que somos? Eu acredito que podemos ser melhores. Em 2018, vote com consciência.