As melhores e as piores histórias para contar

20160825_173241-1.jpg

Tenho muitas histórias para contar. Algumas com finais felizes, outras nem tanto. Refletir sobre isso me fez perceber que aos poucos tenho acrescentado pessoas, lugares e experiências incríveis na minha bagagem.

Eu sempre fui meio romantiquinha do tipo que acredita em príncipes encantados e que espera loucamente por alguém para poder compartilhar histórias. No início desse ano, conheci um cara bacana, ele parecia ser tudo que eu queria  e eu me joguei de cabeça na aventura. Acontece que ele saía comigo uma vez ou outra, ele ia em várias festas e nunca me chamava. Eu tinha medo de falar com ele que eu queria algo a mais e que aquilo me incomodava, tinha medo de falar das minhas vontades e ele achar que eu pedia demais. Quando ele me chamava eu sempre ia, quando eu o chamava ele sempre tinha uma boa desculpa. Até que ele mudou de cidade e as coisas simplesmente acabaram. Se eu sofri? claro que sim.

Depois disso, conheci outro cara. Ele era tudo que eu queria em alguém, com um pequeno detalhe: ele tinha namorada. Ele se fazia presente, era super galanteador, se interessava pela minha vida, meus problemas, era um exemplo de profissional, inteligente e mais um monte de características que me fizeram me envolver e me apaixonar por ele. Maaaaaas ele tinha namorada e iria continuar tendo. Por mais que eu me esforçasse para ser o melhor que podia, que eu deixasse de ser eu mesma para ser o que ele queria – ele tinha namorada. Fiquei com ele umas três vezes só, mas foi muito forte e intenso para mim. Sofri uns quatro meses.

Decidi que precisava sair dessa situação e que eu só conseguiria se eu encontrasse rapidamente um namorado. Sabe o que eu fiz? Criei uma conta do tinder, conheci um cara muito gato e saí com ele. Ufaaa! Ele era realmente lindo e tinha um papo legal. Pronto, estava decidido, ele seria meu namô. Buuuuut, ele deixou bem claro “gosto de você, quero continuar ficando com você, MAS NÃO QUERO NADA SÉRIO”. Quase tive um infarto, sério. Mas eu tinha uma difícil decisão a tomar: continuar ficando com ele só para ter alguém ou ficar sozinha e procurar por alguém que quisesse o mesmo que eu. Difícil decisão, mas acho que fiz a escolha certa – eu decidi ficar sozinha!

Pronto. Lá estava eu novamente pensando no boy que tinha a namorada. Daí para eu conseguir parar de sofrer por ele, ao invés de ocupar minha cabeça com um namorado, decidi fazer academia, dieta, auto escola, me dedicar à faculdade e ao estágio. Comecei a sair mais com minhas amigas e… Numa dessas saídas conheci outro cara. Ele era bacana, bem mais velho que eu, inteligente, trabalhador e não era bonito. Mesmo estando mais forte, eu ainda estava carente. Daí comecei a sair com ele e fui me envolvendo aos poucos. Um mês depois descobri que o cara tinha uma namorada em outra cidade. Chorei demais. Contudo, diferentemente das outras vezes, no mesmo dia decidi nunca mais olhar para cara dele. E foi o que eu fiz.

Dessa última vez eu não sofri muito. Parece trágico e triste, mas a verdade é que as melhores coisas que aconteceram no intervalo entre essas histórias tristes me fizeram perceber o quanto esses momentos difíceis foram importantes e decisivos. Às vezes fico até achando que é um presente do cara lá de cima. Ele meio que mudou as coordenadas da minha vida para mostrar um caminho bem melhor do que eu imaginei que seria. Ou, se você não acreditar nisso, a vida me ensinando do pior jeito, pra eu aprender o quanto antes e errar menos depois.

Que incrível foi estar aqui. Que sorte eu tenho de ter tanta história pra contar. As melhores, as piores, todas são importantes no final das contas. Elas me fazem ser quem eu sou hoje. Uma mulher de 24 anos determinada, forte e disposta a correr atrás dos meus sonhos. (Há!)

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s