Filme: A excêntrica família de Antônia

Hello!

O filme que vou indicar hoje é um pouco antigo – é de 1995-  rsrsr, mas acredito que, apesar disso, muitos ainda não o conheçam! É um filme excelentepara assistir e reassistir a cada nova fase da vida.

a-excentrica-familia-de-antonia

Com toda sinceridade do mundo: super recomendo! O filme retrata de maneira diferenciada e sem clichês vários temas bem atuais como gênero, generosidade, respeito, vingança, justiça, preconceitos, o suicídio,  o amor, o feminismo, a família… É muito mais que um simples filme! É uma LIÇÃO DE VIDA que nos faz parar para pensar no que temos conquistado e o que realmente almejamos.

O filme se passa nos anos que sucederam a 2ª guerra. Narra à história de uma mulher forte, independente e matriarca, a Antônia, que, depois de muitos anos vivendo fora, decide voltar ao vilarejo onde nasceu, com a sua única filha, a Danielle. Isso, pois sua mãe estava muito doente e acaba falecendo assim que ela retorna. Ali, mãe e filha se estabelecem em uma fazenda e começam cuidar da terra. As duas são muito mal recebidas e mal vistas pelos moradores da vila por serem mulheres, por mostrarem que não precisam de homens e por quebrarem diariamente vários paradigmas, o que é muito revolucionário para aquele local e época.

Aos poucos, elas atuam contra algumas ofensas que todos sabem que acontecem, mas não têm coragem para se manifestar. Elas abrigam na fazenda um homem simples e que sofre de maus tratos. Abrigam e defendem uma jovem que era estuprada pelo irmão. Além de serem as únicas a se importarem com um filósofo e estudioso da região, chamado carinhosamente de Dedo Torto. Mesmo de maneira alegórica e com personagens um tanto quanto diferentes, o filme revela o quanto podemos nos tornar antiquados se não perseverarmos naquilo em que temos no nosso ser.

Esse filme retrata de maneira poética a forma como os fatos daquela comunidade conseguem formar um paralelo com as colheitas do ano e o com os ciclos vividos pelas mulheres. Antônia e sua filha Danielle têm princípios diferentes dos princípios que são impostos a todos daquele lugarejo e por não os acatarem, acabam sofrendo represálias.

Nas várias gerações de mulheres que vão surgindo com o desenrolar do filme, a família de Antônia permanece unida. Isso, pois ela se mostra generosa e acolhedora, sempre respeitando as diferenças, o filósofo Dedo Torto (que podemos comparar com Nietzsche), a neta superdotada, a filha lésbica, o estuprador, o padre herege, entre tantos outros.
Eles não buscavam sentindo na existência. Simplesmente viviam. O único que questionava a existência era Dedo Torto.

DEDO TORTO deixou uma carta que dizia o seguinte:

“(…) É absurdo crer que a dor constate que nos aflige seja apenas momentânea. Pelo contrário: a desgraça é a regra e não a exceção. A quem culpar por nossa existência? A explosão solar que nos deus a vida? Eu me acuso já que não creio em Deus ou reencarnação, se acreditasse poderia me iludir de que a vida nos promete umadivina sobremesa após uma indigesta refeição. Não quero mais pensar, acima de tudo não quero pensar”.

O filme terá várias significações que só vão depender da fase da vida que você se encontra. Ele é de uma complexidade e sensibilidade ímpar. O que mais me chama atenção é o fato dele ser um filme que conta com várias protagonistas femininas e fortes, coisa não tão comum.. Mulheres livres, fortes e independentes! Tem como não amar?

Frases mais marcantes do filme:

  • “Nada morre para sempre, alguma coisa sempre fica de onde outra nasce. Assim a vida começa sem saber de onde veio, ou por que existe. Porque a vida quer viver. Esta é a única dança que dançamos”.
  • “O tempo não cura as feridas, mas alivia a dor e embaça a memória
  • “A melhor coisa é não nascer”
  • “A vida quer viver”
  • “E assim, tanto quanto esta crônica, nada se conclui”

73757

Anúncios

Um comentário sobre “Filme: A excêntrica família de Antônia

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s