Ser Mulher não é defeito!

Hello!

we_can_do_it_large

Semana passada comprei um livro (mais um) bem feminista. O nome dele é Mulher, Estado e Revolução da Wendy Goldman quando acabar, eu faço um post .Para quem não sabe, participo de vários coletivos, blogs, páginas e grupos de estudos feministas, ah, tudo com muito orgulho de ser mulher e feminista! Comecei a refletir sobre SER MULHER e resolvi compartilhar aqui com vocês. Espero que gostem!

Quando eu era mais nova, nas brincadeiras, sempre que alguém era devagar na corrida, fraco para jogar a bola ou por algum motivo não se saía bem, era chamado de “mulherzinha”: você joga como uma mulherzinha! Você corre como uma mulherzinha! Você é uma mulherzinha! O que tem de tão ruim nisso? Por acaso “ser mulherzinha” é ofensa? Existe um padrão de “mulherzinha”?

Daí eu me pergunto: sabe a  Marta do futebol? ela é ótima, a melhor e É MULHER! Sabe a Dilma Rousseff, a Cristina Kirchner, a Angela Merkel, a Margaret Thatcher? Todas são MULHERES e possuem cargos altíssimos na política. Sabe a Angelina Jolie? MULHER e embaixadora da UNICEF. Sabe a Ellen Gracie e a Cármen Lúcia? Ministras dos Supremo Tribunal Federal e MULHERES. Será mesmo que podemos definir que “mulher” é um termo pejorativo?

Se você estiver num grupo com 99 mulheres e 1, UM, homem, advinha?! Terá que aceitar ser chamada por “todOs” “elEs” e demais pronomes MASCULINOS. Sabe por que? Porque um homem é ofendido ao se referirem a ele como mulher. Mas isso não é uma regra da língua portuguesa? Sim, que prega, até hoje SÉC. XXI, conceitos machistas.

Há uma mania boba de quererem dizer o que uma mulher pode ser, onde é o lugar dela, como ela deve se vestir.. Isso é pregado na educação de meninas e meninos desde a infância, o que faz essa cultura machista hipócrita continuar. Mulheres, devemos nos unir, nos apoiar e evoluir. Não somos definidos pelo nosso gênero, não sou uma mulherzinha ou um homenzinho.. sou um ser complexo, constituído de inúmeras coisinhas que não consigo nem enumerar.. Eu sou o que eu quiser ser, quando eu quiser ser! Antes de sermos definidos socialmente ou biologicamente como um homem ou como uma mulher, somos seres humanos, que devem ser tratados com igual respeito

Gostaria de dizer que sou uma MULHER, com muito orgulho, que pode ser tudo que quiser! E sou uma FEMINISTA que luta pela liberdade, que qualquer mulher não seja tratada diferente por ter um útero! Para que, assim como os homens podem, eu possa votar, falar, estudar, andar na rua sem medo de ser estuprada, decidir o meu futuro, usar a roupa que achar melhor, usar maquiagem quando e como eu quiser, cortar meu cabelo sem me importar com a ditadura da beleza, dirigir,  ficar com quem eu quiser e ser solteira se eu quiser.. FAZER TUDO QUE QUISER! Sem se importar com as críticas da sociedade sobre qualquer decisão que tomar.

Só vamos mudar a cultura machista se mudarmos nossas atitudes. Não diga a um menino que chora: “chorar é coisa de mulherzinha”. Não diga a um grupo de mulheres com apenas um homem: “todos aqui”. Comece a mudança que você quer ver no mundo!

Este post faz parte de uma blogagem coletiva, eu indico para se deliciarem em mais uma leitura a Coluna da mi.

Beijos

20 comentários em “Ser Mulher não é defeito!

  1. Também estou adentrando as estudos de gênero e é impressionante ver como o “buraco é bem mais embaixo”. São convenções sociais muitas vezes tomadas como naturais, como se “sempre foi assim, então deve ser assim”. Mas ainda bem que desperta agora uma onda de questionamentos dessa “naturalidade” das coisas e podemos falar em desconstrução de papéis de gênero e outras coisas bem importantes.

    Acho que a busca pela igualdade em todos os sentidos é uma das melhores coisas que podemos fazer por nós e pelo mundo!

    Fico feliz de ver cada vez mais gente envolvida nessa ideia 🙂

    Beijo

    Curtir

    1. Meninas Lindas, eu amei a participação e interação de vocês por aqui. Tanto que farei um post para responder aos comentários de cada uma, pois acredito que só assim poderei explicar melhor o que eu quis dizer e indicar algumas leituras. Espero contar com o apoio e interesse de vocês para esclarecer cada vez mais o que é o feminismo.
      Um beijo ❤

      Curtir

  2. ola. Ola
    Concordo 100% em igualdade de oportunidades. Mas acho que somos demasiado sensiveis e tentamos encontrar em todo o lado maxismo. É importante lembrar que por ser mulher temos diferenças dos homens. Por norma (e não nos vamos esquecer que é a excepção confirma a regra) os homens têm melhores capacidades fisicas, nós somos mais empáticas. E é normal que as nossas diferenças reflitam uma espécie de desigualdade. Por exemplo, eu não me sentiria ofendida se um homem mostrar interesse em carregar um saco meu, por entender que eu sou menos forte fisicamente. Assim como se eu for ao mecânico estou à espera de ser atendida por um homem, não por achar que as mulheres não têm capacidade ou não entendem de carros, mas por ter consciência que os homens se interessam mais por essas áreas da mecânica. Porém há sempre os limites extremos destas situações, neste caso seria alguém recusar-se a ser atendido por uma mulher num mecânico – aí sim há maxismo, até aí não. E é nestas coisas que por vezes os feministas exageram. Do ponto de vista empresarial, compreendo também algumas desigualdades salariais, porque vamos ser honestos, tudo bem que ambos merecem receber o mesmo pela mesma função, mas por outro lado, a mulher é a que está (do ponto de vista da empresa) menos certa, pois poderá engravidar, e haverá um desfalque nos recursos humanos, se for uma diferença pouco significativa eu compreendo, assim como a apreensão de colocar uma mulher num cargo superior e sozinha. Aquilo que temos de eliminar são as mentalidades – em parte criadas pela religião – de que a mulher é inferior e deve ser submissa, isso sim é o errado, que haja um género inferior, como ainda se assiste em tantos paises. A fragilidade assossiada à mulher não deve ser vista como inferioridade mas sim como particularidade.
    É a minha opinião. Espero feedback 🙂
    Beijocas*

    Curtir

    1. Meninas Lindas, eu amei a participação e interação de vocês por aqui. Tanto que farei um post para responder aos comentários de cada uma, pois acredito que só assim poderei explicar melhor o que eu quis dizer e indicar algumas leituras. Espero contar com o apoio e interesse de vocês para esclarecer cada vez mais o que é o feminismo.
      Um beijo ❤

      Curtido por 1 pessoa

  3. Sonho com o dia que teremos direitos iguais, que a mulher não será mais oprimida em nenhum lugar do mundo só pelo fato de ser mulher.
    Mais respeito e igualdade por favor, isso é algo que deve vir de nós mulheres que sim as vezes somos “machistas” quando julgamos outras mulheres por fazer algo que não concordamos e só alimentamos esse preconceito idiota e lógico por parte dos homens que deviam ser mais conscientes, afinal quando não há opressor não há oprimidos.
    Beijos amei o post, já quero resenha do livro.

    Curtir

    1. Meninas Lindas, eu amei a participação e interação de vocês por aqui. Tanto que farei um post para responder aos comentários de cada uma, pois acredito que só assim poderei explicar melhor o que eu quis dizer e indicar algumas leituras. Espero contar com o apoio e interesse de vocês para esclarecer cada vez mais o que é o feminismo.
      Um beijo ❤

      Curtido por 1 pessoa

  4. Oi Fiama! Demorei mas cheguei! /
    Como feminista assumidíssima não poderia perder esse post coletivo e já dei meus pitacos lá na Coluna da Mi, não dentro de um contexto geral como tu fez, mas como há vários contextos, criei uma categoria lá denominada FEMINISMO, para debater toda vez que julgar necessário.
    E quando não é, não é mesmo?
    Sobre tua postagem, achei interessante destacar este trecho:

    “Se você estiver num grupo com 99 mulheres e 1, UM, homem, advinha?! Terá que aceitar ser chamada por “todOs” “elEs” e demais pronomes MASCULINOS. Sabe por que? Porque um homem é ofendido ao se referirem a ele como mulher. Mas isso não é uma regra da língua portuguesa? Sim, que prega, até hoje SÉC. XXI, conceitos machistas”.

    Pois é! E em algumas ocasiões os próprios caras não estão muito aí com o negócio, mas as mulheres, como foram educadas a se submeterem, por causa dessa educação patriarcal fazem coisas mirabolantes para agradarem os homens. Homens que, repito, muitas vezes nem estão esquentando tanto a cabeça com isso.

    Como blogueira, gosto de ler a opinião de outras blogueiras e tirando o primeiro comentário, não pude deixar de questionar os dois últimos. O primeiro é o grande erro (me desculpe, cometido aqui também quando tu esqueceu que há mulheres que nasceram sem útero, são transexuais e merecem o mesmo respeito, pelo menos na vertente que adotei que é a interseccional) de resumir tudo na Biologia. E, se tu pensa diferente, ou ousa mudar algum padrão no discurso de milênios atrás “está vendo machismo em tudo”. Sinto desapontar, mas HÁ machismo em tudo, basta ser uma pessoa observadora.
    O segundo é sobre mulheres machistas. Eu não acredito em mulher machista.
    Mulher machista teria que ter privilégios dentro do machismo e isto não existe. Mulher nenhuma se beneficia com o machismo.
    O que existe são mulheres que REPRODUZEM o machismo ao qual foram submetidas em uma educação aprisionante e carecem de empatia e esclarecimento, não mais pedradas, pois vivem em um cárcere que nem elas mesmas percebem.
    O patriarcado fez estragos entre nós, essa falta de sororidade foi a maior cilada que as mulheres caíram, afinal, um “reino” onde todas estão divididas umas contra as outras não precisa nem de um sopro para ser derrubado como um castelo de cartas. Basta ele existir que jamais prevalecerá.
    Quanto à linguagem, eu venho aprendendo cada vez mais a neutra e trazendo para meu cotidiano, no blog até uso mais o feminino porque querendo ou não, pelo menos o mundo dos blogs ainda é nosso apesar da resistência de algumas irmãs. Costumo sempre usar quando há grupos de mulheres e homens: a todas as pessoas aqui.
    Porque é isto que somos: PESSOAS.
    Beijo grande querida, passe lá na Coluna que tua opinião é muito importante para mim.

    Curtir

    1. Meninas Lindas, eu amei a participação e interação de vocês por aqui. Tanto que farei um post para responder aos comentários de cada uma, pois acredito que só assim poderei explicar melhor o que eu quis dizer e indicar algumas leituras. Espero contar com o apoio e interesse de vocês para esclarecer cada vez mais o que é o feminismo.
      Um beijo ❤

      Curtir

  5. Gostaria de entender mais a questão feminista, pois apesar de realmente existir machistas, desigualdede profissionais, etc.., entendo que estupro acontecem tambem com meninos, não tenho dados da proporcionalidade, mas acontecem, direitos civís acho que estamos em igualdade, mas continuo tentando entender onde esta pegando? Acho que a própria mulher tem culpa neste negocio todo, espero que não seja mau interpretado, mas como li no texto, “decidir o meu futuro, usar a roupa que achar melhor, usar maquiagem quando e como eu quiser, cortar meu cabelo sem me importar com a ditadura da beleza, dirigir, ficar com quem eu quiser e ser solteira se eu quiser.. FAZER TUDO QUE QUISER! Sem se importar com as críticas da sociedade sobre qualquer decisão que tomar.Quem proibe de fazer isso? Seu namorado? Mande ele PQP, seu marido? largue este mala! Seus pais? de um desconto , pois eles são das antigas, mas se não tiver jeito , saí de casa e va morar sozinha, ora bolas. Fazer o que eu quiser? Ué , e você não faz? Porque? Decidir o seu futuro? É o minimo que se espera de uma pessoa adulta! Usar as roupas que achar melhor? Para quem ? Para você ou para as outras? De qualquer forma se você não faz isso , me desculpe esta fora do seculo XXl. Usar maquiagem, cortar cabelo sem se importar com a ditadura da beleza? Aí eu tenhos sérias divergencias, pois no meu ver esta é realmente a “ditadura” das próprias mulheres, pois quem nota se o cabelo foi pintato, cortado ,se esta bem ou não são vocês, o homem por burrice ou completo desleixo não nota isso! E garanto que 90% deles não se dão conta se você esta bem pintada, se esta comum borradinho na pintura, mas tenho certeza que aquela sua amiga, há esta sim vai notar e falar. Desculpe, mas as vezes eu tento entender, mas juro que não consigo. Temos muito que batalhar com os grandes problemas das desigualdades em todos os níveis, mas ……Abraço, Vitor Alencastro- Baln. Camboriú-SC

    Curtir

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s