Encerrando ciclos para que você seja feliz

large

 

Sempre uma etapa chega ao final. Essas são processos que contam com início,meio e fim.  É preciso saber qual a hora de deixar para trás algumas coisas, como decepções, mágoas, rancores, relacionamentos mal resolvidos, um emprego que não te traz felicidade, e se lançar em outras aventuras, a ideia do tudo novo de novo diariamente executada. É a hora de assumir para você mesmo que não dá mais, que é preciso evoluir.  É muito importante saber o exato momento em que esta etapa chega ao final: encerrando ciclos.

Não dá para deixar uma porta aberta, um pé cá e outro lá, não dá para ter tudo ao mesmo tempo. A vida é feita de escolhas e de decisões. Se você quer ser feliz, suas atitudes devem ir nesse sentido, não dá para ficar remoendo as coisas que não saíram como você gostaria, não dá para ficar olhando para trás e pensar no que poderia ter sido, nas coisas que não aconteceram. O hoje é aqui e agora, com as características que temos em mãos.

Não dá para voltar atrás e mudar o que foi feito, dito, quebrado.. Foi-se. Aconteceu. Desapegue-se desse passado. Feche esta porta e retome como uma pessoa melhor. Dê o seu melhor para esquecer o que aconteceu e para fazer um novo começo! As coisas passam e o melhor que podemos fazer é realmente deixar que elas possam ir embora.

Como diria Oswaldo Montenegro: “para ser feliz sua cara vai ser nova e os olhos vão mudar”. Reflita, pequena.

Jogue fora cartas, fotografias, roupas usadas, porta-retratos, apague emails.. Desfazer de certas lembranças quer dizer que você está abrindo espaço para que outras tomem seu lugar, ou seja, oportunidade de fazer novos amigos, conhecer novos lugares entre outras coisas.

“Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão” Fernando Pessoa

 

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s