Nem sempre a mentira tem perna curta

Existem vários tipos de mentira, cada um atinge a sociedade de uma determinada forma, algumas vezes tornando-se um verdadeiro problema. E como dizia Nietzsche “A principal mentira é aquela que contamos a nós mesmos”.

A mentira, como desvio moral, acomete muitos cidadãos. Ela causa danos incalculáveis à sociedade como um todo e é por este motivo que deve ser combatida. Há, também, a mentira que busca transportar-nos, despertando emoções e sentimentos variados.

A moral são regras que visam o bem estar de uma comunidade. Quando um indivíduo passa a ser egocêntrico, esquecendo-se dos outros, este passa a causar prejuízos a toda a comunidade. O estelionato é um exemplo de atitude onde ocorre um problema moral; o ato de mentir visando o próprio interesse.

Já na mentira como necessidade, temos a educativa e a de entreteniimento. A primeira visa  a iludir as crianças e é muito utilizada em histórias infantis, desenhos animados e quadrinhos. Ela é importante para facilitar e estimular o aprendizado.

A de entretenimento é muito utilizada em filmes, novelas, músicas e na pintura. Tem a finalidade de despertar sensações e sentimentos no espectador.

Para combater a mentira que tem por finalidade causar danos, é necessário que haja punição severa e eficaz. Nenhum cidadão deve ser prejudicado pelo desvio moral de outro. O poder judiciário deve zelar para que a lei seja cumprida.

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s