Desafio: auto conhecimento

Nem tudo, ou melhor, tudo saiu do fora do previsto. Apesar disso, eu amo minha vida e a cada dia tenho mais vontade de continuar vivendo. Essas decepções me ajudam a amadurecer e aos poucos vou aprendendo a lidar com elas. Muitas vezes me deparo com emoções bem distintas, em um dia, parece que tudo está dando certo, no outro, fico triste, deprimida, chorando sem saber o que está acontecendo e o que eu quero para mim.

Quando me sinto mal, normalmente, são algumas fases ruins, tento pensar em mim, ser mais introspectiva. Esses exercícios simples, por vezes, acabam desvendando como eu me deixo de lado para tratar de assuntos materiais.

A última surpresa que tive em um desses momentos foi o desafio de descobrir “o que gosto”. Afff, parece tão óbvio! Eu sei o que eu gosto porque eu sou eu! Só deixou de ser óbvio quando tentei fazer uma lista com as coisas que eu gosto de fazer:

  1. Ler
  2. Sair
  3. Conversar
  4. Assistir filme
  5. Fazer caminhada

Essa foi a minha primeira lista. Achei tão superficial. Tão básica. Eu não sou só isso, não me resumo a isso. Foi então, que aceitei o desafio de me conhecer melhor. Procurei alternativas fáceis e praticas de auto conhecimento. Recorri a religião, ao yoga, a minha família, aos meus amigos e principalmente, a minha consciência. Passei um tempo comigo, sem fazer nada, sem pensar em nada. Eu e eu mesma.

No primeiro momento, não foi fácil. Eu pensava sempre: eu me conheço, eu me amo, eu cuido de mim. Pronto. Isso é tipo uma negação, a gente não gosta de assumir que não se conhece. Eu ainda não sabia se preferia sol ou chuva; ainda precisava de alguém para estar sempre ao meu lado porque eu ainda não me bastava, minha companhia não era suficiente.

Assim, fui reconhecendo alguns medos (de ficar sozinha, de não ser a melhor, de decepcionar as pessoas). Procurei curar cada um deles, com muita força de vontade, paciência e isso foi um desafio que envolvia tudo! Pensei a respeito de tudo que vi e vivi, tentei achar os porquês e aceitar algumas coisas e aos poucos fui superando alguns traumas.

Nesse processo, eu me senti perdidas muitas vezes e magoada também. Quase tudo que eu via como verdade verdadeira, desmoronou. Até algumas amizades, “amizades”.

Entrei no desafio com o espírito de mudança aflorado, queria ser melhor, fazer melhor, me senti melhor. Me entreguei de corpo e alma. Melhorei algumas atitudes, deixei velhos padrões, fiz amizades, reconheci que minha casa é o melhor lugar do mundo..

Hoje, mais madura, posso dizer me conheço o suficiente para afirma que não sou assim, assim e assado. Sou mudança! Sou metamorfose! Sou livre! Sou minha e para mim!

Estou aqui para aprender e sei que para isso terei momentos bons e momentos ruins e que é necessários passar por todos estes. Mesmo que algumas escolhas não sejam as mais certas e atitudes que serão julgadas. É preciso ter forças para me recuperar, me achar, e começar tudo outra vez.

 

Um comentário sobre “Desafio: auto conhecimento

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s